7 de março de 2016

EXPERIÊNCIAS FORAM FEITAS PARA SEREM VIVIDAS!

Logo eu? Sim, logo você!
Por mais que busquemos saídas, formas de não vivermos aquilo que está destinado a acontecer, não adianta, porque se for para acontecer comigo, será comigo, independente do meu querer.
Sabe porquê? Porque se eu fui escolhida para viver essa experiência louca, é sinal que tenho capacidade para aguentar e suportar. Não falo só de tristeza, serve também para a alegria. Tem gente que gosta tanto de sofrer, que quando acontece algo bom não sabe lidar com isso, ou senão, busca forma para encontrar um defeito na felicidade e assim podendo voltar para sua “zona de tristeza”.
Cada ser enxerga a vida de uma forma, lida com os problemas de um jeito e fazem aquilo que bem entendem. E é exatamente por isso que não entendemos quando o outro faz algo que achamos absurdo, mas que talvez para ele é a coisa mais normal. É estranho, não é?!

Existe uma música que a queridíssima Marcela Tais canta chamada “Ame Mais, Julgue Menos”, e ela começa dizendo: “Todo mundo sonha / Todo mundo chora / Todo mundo já viu / Alguém que ama ir embora / Todo mundo sofre / Todo mundo erra / Todo mundo tem, todo mundo tem / As suas próprias guerras. ”


Os problemas que sou capaz de enfrentar talvez não sejam os mesmo que você tenha capacidade de enfrentar ou que o outro ao nosso lado tenha capacidade de enfrentar, e assim vice-versa. Em algumas situações você pode suportar mais do que eu, mas em outras situações eu posso suportar mais do que você. Cada um tem o seu espaço, o seu limite. Cada um enfrenta sua guerra de uma forma. Cada um sonha de um jeito. Cada um realiza os seus sonhos da sua forma. Somos diferentes, mesmo morando em um mesmo mundo.
Temos as nossas diferenças, porém, a essência da vida só encontramos em um lugar, em um abraço, em um amor que vem de Deus! Ele sim, entende as nossas diferenças, nos entregando os fardos, as provações, as alegrias, as conquistas de acordo com o que podemos carregar e suportar!



Um super-beijo e até a próxima! 

7 comentários:

© Mariane Coelho - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Tatiana Freitas.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo